sábado, 4 de setembro de 2010

Entrevista do Carvalho - Edição de 4 de Setembro de 2010 - Andrade

Sem mais delongas, uma entrevista em que o atual campeão brasileiro fala entre outras coisas, da covardia e da injustiça que fizeram com ele na recente demissão do Flamengo, e que vibrou muito com o sexto gol no Flamengo x Botafogo. Aliás, nos dois jogos.





BC – Andrade, a nossa seleção que é a principal do mundo,  ao menos nas últimas décadas não foi treinada por um negro. Na primeira divisão atual não há sequer um técnico negro. No Flamengo, além de você nas últimas décadas, excetuando-se o Carlinhos, lembro do Lula Pereira numa passagem muito rápida. Você é o atual campeão Brasileiro, jogador formado no clube, o que você acha não só em relação ao Flamengo, mas em relação aos clubes do Brasil, o que seria necessário o Andrade ou outro treinador negro fazer para estar na prática em igualdade de condições com qualquer treinador, já que se a grande maioria dos brasileiros é de negros e mestiços, porque isso não se verifica entre os treinadores, o que é preciso fazer para que esse retrato do brasileiro também se reflita no quadro de treinadores do Brasil?
Andrade: Acho que talvez seja a falta de oportunidade, é um assunto muito polêmico, não gostaria de ver por esse lado esta falta de convites que eu estou sofrendo, seria terrível para nossa raça, de uma forma geral mesmo, seria muito ruím isso num país como o Brasil cuja maioria das pessoas é negra, gostaria de ver de qualquer outra forma, menos essa, seria lastimável para o nosso país. Mas é verdade que um comandante negro, a gente quase não vê nesse mercado, um negro no comando de um grande clube.
BC – No jogo contra o Santos, sua estréia ano passado, jogo em que o Flamengo quebrou uma longa escrita, eu lembro do seu choro no final do jogo pela vitória mas também por você poder dedicar aquela vitória em homenagem ao Zé Carlos, que foi um grande amigo seu. Foi um momento bonito, não só do futebol mas da tua vida. Houve também um momento muito desagradável que acabou se tornando público, que foi aquele problema com o Bruno em que ele ofendeu você de alguma forma. A tua postura ao menos para a imprensa, foi muito tranqüila, você não teve uma atitude vingativa, não o ofendeu de volta e sequer pediu à diretoria que o punisse, a situação acabou ficando em “banho Maria” e o clube foi campeão brasileiro com essa sua forma de tratar os problemas. É notório no meio do futebol que você é uma pessoa de bem, a torcida reconhece isso, não é a toa que há uma semana no site do Lance uma pesquisa colocou você com mais de 50% da torcida do Flamengo querendo a sua volta, com outros treinadores abaixo disso. Alguns treinadores vencedores que tem uma postura arrogante, mal educada nas entrevistas são respeitados, às vezes até temidos pela imprensa, os repórteres pensam duas vezes antes de fazer uma pergunta mais incisiva. Você acha que se confunde educação, humildade, gentileza que é a sua maneira de agir, com outra coisa, e em contra partida, quando o treinador é “nariz empinado” ou até mal educado, isso acaba se refletindo como um respeito?
A: Acho que sim, sem generalizar mas parte da imprensa vê esses treinadores mais grossos como treinadores, acham que o perfil do treinador é aquele ali, valorizam isso. Elas dão valor aos que dizem, “Outra hora falo com você, agora não posso”, e em contra-partida, quando você é uma pessoa educada, gentil, não há uma boa aceitação, passam a ate ver de uma maneira diferente.

3 comentários:

Carlos Abdon disse...

Parabéns pela entrevista com o Andrade. Mostrou o quando foi injustiçado na sua demissão, jogando td o peso dos desmandos por parte da diretoria nas costas do "Tromba". Dica ai para o próximo, Silas, seria uma boa até para paramentar como as coisas andam, se modificou algo ou velhos costumes ainda perduram pela Gávea. Abçs e parabéns Carvalho!

Gabriel disse...

O Andrade é mesmo um cara gente fina. Não se vê mais gente assim e, como ele mesmo disse, a imprensa valoriza o cara que é grosso e babaca com todo mundo. Parabéns pela entrevista e continue com o sucesso do blog! Abs!

Anônimo disse...

Gostava e achava que era um injustiçadono Flamengo.
Ele entrava só para quebrar galho.
Porem quando ele foi efetivado, começou a falar muitas
asneiras.Ofendendo e menospresando o Botafogo.
Isto me fez deixar de admira-lo.

BlogBlogs.Com.Br