quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Balanço da rodada 22



Flu, irreconhecível, perde mas ainda é líder



Vigésima segunda rodada de resultados improváveis para os cariocas no Brasileirão.


O Botafogo, terceiro colocado mas com cinco desfalques, foi goleado por 4 x 1 pelo Goiás no Serra Dourada.
Joel e os jogadores afirmaram após a partida que a falta de tantos titulares não foi a causa da derrota humilhante para o lanterna da competição.
Eu discordo.
O ainda criticado por muitos, Somália, me agrada. Tem excelente força física, se vira bem em algumas posições e rouba muitas bolas assim como Leandro Guerreiro, porém é mais versátil .
 Jóbson é ao lado de Maicossuel, os dois grandes responsáveis pela campanha surpreendente no campeonato. Não tenho dúvidas que sem eles, o clube estaria bem longe por exemplo de brigar por uma vaga na Libertadores.
Não teve ainda Marcelo Cordeiro, Herrera e Marcelo Mattos.
O primeiro vem sendo um bom lateral, e é disparado o principal "assistente" do time com seis passes decisivos pra gol.
O segundo, embora pessoalmente ache bastante limitado tecnicamente, já fez seis gols e a metade disso em assistências. Comparativamente à média geral, os números mostram que está acima dela.
E o terceiro é um volante experiente e ponto. Volante é a única posição do futebol em que se você souber quais são as vogais você já sobressai, pois a imensa maioria só sabe fazer faltas. Marcelo Mattos bate mais do que rouba bolas, mas devido a rodagem, faz falta, sem trocadilho. Menos que os outros, mas acaba fazendo.


O Fluminense fez o que era para alguns exagerados, a final antecipada, como se pudesse haver um jogo com tal nomenclatura faltando dezesseis rodadas pra terminar o campeonato.
E o jogo foi horroroso. Deco, que para mim é menos do que falam, errou passes em profusão, alguns de poucos metros. Conca, pouco inspirado. E o resto do time num ritmo lento, modorrento, fato estranho por ser a equipe a líder do campeonato. O Corínthians, longe, mas bem longe mesmo de fazer uma partida inspirada, falhou menos e venceu por 2 x 1.
E o Simon agradeceu, pois assim, não precisou inventar um pênalti para o time que "tem que ganhar" alguma coisa esse ano.


E o Flamengo, bom, o jogo do Flamengo eu não assisti.
No mesmo horário jogava o líder contra o vice-líder e além disso, eu tenho amor próprio, o que é absolutamente incompatível com ver um jogo completo do atual campeão brasileiro, que aos trancos e barrancos, venceu o fraquíssimo Prudente-Barueri-Sejaláoquefor por 2 x 1 de virada.
De qualquer maneira, apesar de criticar as trancinhas de Diego Maurício, muito precoces pelo pouco que fez - nada - até agora na futebol, ressalto mais uma vez que parece ter algum potencial.
O que se tratando de um jogador formado na divisão de base atual do clube, é algo pra se comemorar com pulos de alegria.


Agora, é esperar o Vasco.

Um comentário:

Gabriel disse...

Você não perdeu nada. O jogo do Flamengo foi HORROROSO!!!!!!!!!!! A imprensa tenta não bater muito no Mengão, mas é necessário criticar esse bando que está "jogando" com a camisa rubro-negra.
Como você disse, o tal de Diego Maurício dá alguma esperança. Gostei da entrada no segundo tempo do Mal-DAnado. Não sei se é saudade do que ele jogou no ano passado, mas espero que, agora que ele está entrando em forma de novo, possa ajudar este bando.
E o Pet? E o Renato? Jogaram ontem? Eu não vi!!!!
Não se esqueça que o Grêmio Imprudente está em uma fase terrível (isso é claramente visto em campo) e jogou o segundo tempo inteiro com dez.
Bisonho.

BlogBlogs.Com.Br