quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Mais INTER e menos nacional, por favor!

Superação: mesmo sendo doente terminal de sarna anal, Kidiaba salvou o Mazembe

Embora movimente milhões de dólares por todo o mundo, o futebol talvez seja o único meio que permite que pessoas comprovadamente incompetentes, apadrinhados e amadores tenham posições de comando.
A tragédia colorada ontem, que o "sempre diferentezinho" André Rizek se recusa a chamar de vexame, poderia servir de lição para diretores de futebol pelo Brasil afora.
Mas não servirá.
E não servirá porque a incompetência é tão grande, a falta de uma visão mais ampla é tão absurda, que sequer se enxerga o erro.
Ou você desde ontem à tarde já ouviu alguém dizer que o principal culpado pela vergonhosa eliminação do Inter ontem é ninguém menos que o próprio Internacional?

Num post há alguns meses, critiquei a persistência no erro por parte do clube gaúcho que era mais um a abandonar o campeonato mais importante de seu país após conquistar a Libertadores.
Disse também que essa atitude era claramente típica de um país subdesenvolvido como o Brasil, cujos dirigentes conceituam o título mundial como algo tão fora de sua realidade que talvez pensem internamente que nem merecedores dele sejam.

Mas se é absolutamente fora de propósito abdicar de um campeonato como o brasileiro, é mais assustador ainda que nenhuma mente brilhante tenha se dado conta de que ficar quatro, cinco meses sem disputar jogos de forma séria, é a pior maneira de se preparar para o tal mundial!
O que se viu ontem, foram jogadores sem ritmo de competição, sem a garra naturalmente contínua de quem poderia ter estado até dez dias atrás na disputa - com ótimas chances de ganhar - de um campeonato nacional.

Será que ninguém, nenhum diretor colorado, nenhum cérebro vermelho pródigo em raciocínios surpreendentes como o Veríssimo, atentou até este momento que nada pode ser pior para a disputa de um ou dois jogos importantes no fim de uma temporada que a falta de ritmo, de tesão, da gana de vencer à todo custo, natural de quem disputa um campeonato para ganhar, e não de quem passa mais de vinte rodadas pisando em ovos, com medo até da sombra?

Será que ninguém refletiu que se fosse a esta altura campeão brasileiro, ou vice quem sabe, a dor pelo horror de ontem seria evidentemente menor? 

"Coincidentemente" em 2006, quando disputou o mesmo brasileiro com um pouquinho mais de seriedade e ficou num honroso segundo lugar, o Inter foi campeão mundial.

Ps: Acabo de assistir um vídeo de um programa esportivo da TV Bandeirantes, no qual a apresentadora Renata Fan(que o que tem de linda tem de..., deixa pra lá), lamenta que o Inter tenha abandonado o brasileiro.
Seja quem for que tenha escrito o texto pra ela, já não estou sozinho.
Ah, só uma pergunta: em que língua fala o Neto? 

12 comentários:

J. B. Ziegler disse...

Certamente, via-se também os jogadores desunidos em campo. Outro problema são os diretores dos clubes com mentalidade de torcedor. Já andam dizendo por aqui, que é melhor ser quarto no Mundial, do que ser quarto no Brasileiro. Porém, devemos analisar que num torneio curto, tudo pode acontecer, inclusive de o TP Mazembe levantar a taça FIFA, já o Brasileirão são 38 partidas, uma necessidade constante de manter o foco. Pensar superior no futebol não ganha jogo, já que o pensamento não move a bola às redes.

futebolivre.com disse...

Concordo contigo, Carvalho. Abraços e belo post.

Saulo disse...

É isso q dá entrar menosprezando o adversário. O Inter entrou em campo já pensando na final. Não se preocupou com o adversário. Eu msm tinha falado isso uns dias atrás se o Inter ñ entrasse com determinação ia levar na cara e foi o q aconteceu na minha opinião.

Giovani Mattiollo disse...

O INTERNACIONAL SE PREPAROU PARA ESSE CAMPEONATO, A UNS 4 MESES, E OLHA NO QUE DEU. A INTER DE MILÃO COMEÇOU A PENSAR, A UMA SEMANA ATRÁS E SERÁ CAMPEÃ.

Te espero lá...

http://gremista-sangueazul.blogspot.com/

Anônimo disse...

Concordo contigo em gênero, número e grau! A Direção do Inter vem se equivocando faz tempo! Com umas prioridades que não tem nada a ver e que não premiam o bom futebol.O treinador ficou 3 meses e não conseguiu montar um time competitivo!Além do mais a direção preferiu morrer abraçado com a incompetência do seu Alecsandro, com a ruindade do renan e com a teimosisse do Celso roth... e nós torcedores que temos que aguentar o tranco!Saudações coloradas! Aninha

Gabriel Campi disse...

Concordo plenamente com você, Rodrigo, o Internacional abandonou o Brasileirão, se preparou durante quatro meses para o Mundial e viu em 90 minutos tudo ser jogado fora. Clubes brasileiros, vamos repensar este conceito.

Abraços!

www.blogfutebolnaveia.blogspot.com

Pudget disse...

Caro Carvalho, é com todo o gosto que aceito a parceria. Infelizmente só chego a Portugal e tenho a minha vida mais normalizada na próxima 2ª feira (creio eu!), dessa feita só então poderei enviar-lhe o banner que me pediu e iniciar a parceria com mais dedicação. Muito obrigado por fazer do meu blogue um dos seus parceiros.

www.contingentetuga.blogspot.com

ALDO disse...

INTERessante meu caro Rodrigo.

Esperavam uma equipe africana, jogando com efeitos trivelas, dribles irresponsáveis, sem esquema etc.
Depararam com um time muito bem preparado física e táticamente, com futebol sério e objetivo.
No meu ver o INTER foi surpreendido com o esquema. Duas linhas de 4 e contra ataques rápidos, por parte dos africanos.
Somado a ineficiencia dos Diretores, acrescento a incapacidade do Celso Dentadura. Essa caricatura de Camiseiro, colocou o time errado em Campo e substituiu de forma incompreensível.

Para os superticiosos: VOLTAR PRÀ CASA, coisa que o Bôbo Zagalo desconhece.
No mais vc já explicou com Maestria, o pq a perca.
Valeu Rodrigo!

ALDO disse...

Voltar prá casa, tem 13 letras.

Gabrielluminus disse...

Concordo com todas as suas palavras. Mas também as complemento citando o fator Celso Roth. Obviamente não foi o único, nem sequer o maior culpado, mas você consegue imaginar este indivíduo campeão de um mundial de clubes???

Gabriel Campi disse...

Olha, meu caro Rodrigo, ele não é muito conhecido por aqui. Conheço ele porque escuto sempre o meu Vascão na Super Rádio Tupi, e já ouvi grandes gols na voz dele. O Penido é demais, transmite emoção como nenhum outro. É de arrepiar suas narrações. Garotão da Galera, com certeza o maior locutor do país!

Abraços!

www.blogfutebolnaveia.blogspot.com

Mattos disse...

Caro Rodrigo...
Como já anteriormente referi, é sempre com enorme prazer que me associo a este tipo de parceria, já que desde que sejam de bloguers que escrevam e opinem com qualidade sobre esta paixão que nos invade ao longo da semana ..chamada..futebol.
Irei colocar o seu link na minha lista de blogs cá do burgo e irei ser com certeza um visitante assiduo do ..opiniãodocarvalho.

Grande abraço


Mattos..paixaodabola.blogspot.com

BlogBlogs.Com.Br