sábado, 16 de abril de 2011

Entrevista do Carvalho - Edição de 16 de Abril de 2011 - ELIAS

 

Elias Ribeiro de Oliveira é um talentoso jogador que as torcidas de Bahia e Atlético Goianiense conhecem bem e com certeza tem saudades.
No primeiro, foi revelado em 2003, fez 110 jogos e marcou 30 gols. Nada mal para um meia.
No segundo, números ainda mais impressionantes, em duas temporadas, 41 gols em 101 partidas.
 Elias é um cara calmo, humilde, e bem ao estilo mineirinho - é de Santa Rita do Sapucaí - vem conseguindo vencer na profissão que escolheu.
Atualmente no Al Ain dos Emirados Árabes, vem marcando muitos e belíssimos gols.
Com vocês, uma das estrelas do "Cartola" 2010: Elias!



Opinião do Carvalho - Elias, você está há mais de dois meses no Al Ain dos Emirados Árabes. As informações que chegam até o Brasil sobre o futebol nos países asiáticos e no Oriente Médio, dão conta da fragilidade do futebol nesses países.
Isto é verdade? Treina-se realmente menos que aqui, ou é mito?
Elias: Isso é verdade, o futebol daqui é muito diferente do futebol brasileiro, os jogadores não são acostumados a treinar como nós brasileiros treinamos, mas o treinador aqui também é brasileiro, o Galo, claro que a gente não treina como aí, mas ele sempre procura dar um pouco mais de treino e tenta chegar o mais próximo possível dos treinamentos daí do Brasil.

OC - A sua adaptação dentro de campo vem sendo ótima, você vem jogando um belo futebol mantendo o bom ritmo que teve no Atlético Goianiense no ano passado. A adaptação fora de campo, também está sendo mais tranquila que o esperado?
Elias: Quando eu vim pra cá já sabia que seria muito difícil, porque aqui tudo é muito diferente, língua, cultura, mas o maior problema foi o que a minha esposa teve, porque quando a gente tem um problema no Brasil é bem mais fácil, sabe falar, conhece várias pessoas e aqui como não sei falar, não conhecia quase ninguém, foi muito difícil pra nós. Mas graças a Deus tudo foi resolvido.

OC - Você é bastante jovem tem 27 anos, e tem ainda seis meses de contrato a cumprir no Al Ain. Pretende continuar no clube, voltar ao Brasil ou espera uma chance de algum país da Europa?
Elias: Tenho mais seis meses, depois se eles me quiserem vão ter que me comprar. Olha não sou muito de pensar no futuro, meu pensamento é mais no presente, de fazer um bom trabalho aqui agora e depois que acabar não sei, ver se o clube vai me comprar, ou se não, voltar ao Brasil ou ir pra outro país, não sei, o que for melhor irá acontecer com fé em Deus.

OC - Por qual clube brasileiro você tem mais carinho? Porque?
Elias: Antes de ser jogador de futebol eu era muito fanático pelo Flamengo, mas depois quando você começa a jogar você esquece e passa a defender a camisa que você veste. Mas tenho carinho especial pelo Bahia, que foi o clube que me revelou, Atlético que tive uma passagem muito boa, e o São Paulo, que tive oportunidade de ficar dois anos nas divisões de base e é um clube que gosto bastante também.

OC - Existem atualmente poucos jogadores no futebol brasileiro com as suas características, canhoto habilidoso, criador de jogadas que também finaliza. Quais motivos, segundo você, levaram o futebol nacional a ter tão poucos jogadores talentosos no meio campo?
Elias: Olha, eu acho que existem muitos jogadores bons no futebol brasileiro, Bruno César, Douglas, Ganso, Alex do Fenerbahce, que é um jogador que eu admiro muito e que está muito tempo fora do futebol brasileiro.

OC - Existe um clube pelo qual você passou e gostaria de voltar a defender?
Elias: O Bahia, São Paulo e Atlético são times que eu gostaria de voltar a defender a camisa.

OC - Você já realizou o sonho da sua carreira? Se não, qual é?
Elias: O sonho da minha carreira é chegar à seleção, e isso ainda não realizei. Espero realizar um dia, sei que é difícil, mas vou trabalhar sempre pensando nisso.

OC - Qual é o gol da sua vida?
Elias: Tem dois gols que me marcaram bastante, um pelo Atlético contra o Avaí ano passado aí pelo brasileiro, e um que fiz aqui pelo Al Ain tem uns 15 dias, esses dois foram os mais bonitos que eu já fiz.

2 comentários:

Gabriel Tramarin disse...

Elias é um grande jogador, quasei foi para o São Paulo, espero que não perca seu futebol Al Ain..

Abraços !

http://www.conexaopaulista.com

ALDO disse...

Tive o prazer, de ver o Elias atuando.
Foi no Serra Dourada. Atlético x CÚrintia.

Pena que nossos Dirigentes são Cegos.
Preferem negociatas (ROUBOS) a arriscar trazendo um possível talento.

BlogBlogs.Com.Br