domingo, 28 de novembro de 2010

Parabéns Fluminense! Tri-Campeão Brasileiro!

Um campeão sem brilho, mas limpo.

Sim, parabéns.
O cara lá de cima até agora demonstrou tamanha atenção neste nosso humilde campeonato, que sinceramente não acredito que justamente na última rodada, permitirá que o clube mais beneficiado da história dos campeonatos nacionais de todo o planeta saia campeão.
Mas um comentário acerca do campeão brasileiro de 2010 é necessário: a equipe não joga bem há mais de dez, quinze rodadas. O time está a quilômetros de distância da equipe de guerreiros do ano passado.
Venceu São Paulo e Palmeiras nessas duas últimas rodadas com ambas as equipes se recusando a jogar. E se a garra estranhamente não vem sendo grande, a qualidade também não. É só lembrar do jogo contra um Goiás virtualmente rebaixado, em casa há duas semanas. 
O campeão de 2010 não tem brilho e joga pro gasto, bem pro gasto mesmo há muito tempo.
Mas ao menos, não foi carregado nas costas por juízes, bandeiras, Ricardo Teixeira e etc...
Porque é bom que se lembre: o fechamento do Maracanã foi um golpe quase fatal às aspirações tricolores de ser campeão. Atitude claramente praticada para benefício do "oh que surpresa," Corínthians?!, poderia ter sido tomada sem mais prejuízos, dois meses depois.
Por essas e por outras, parabéns campeão!

 United States of Mooca
* Ainda farei uma tese sobre as semelhanças culturais(?) entre São Paulo e EUA, especialmente o provincianismo exacerbado. 
Seriam os paulistas, os americanos do nosso país? 
Ou os americanos seriam os paulistas do mundo?
A alienação do que acontece, e do que se pensa além de suas fronteiras, como sempre marca o comportamento da maioria dos paulistas. 
Veja a pergunta de um repórter à Muricy Ramalho, hoje após o jogo vencido pelo tricolor: Muricy, você acha que da mesma forma que em 2005 o título do Corínthians ficou maculado pelo erro(erro?) de Márcio Rezende de Freitas, o desse ano também ficará em função da "entrega" de São Paulo e Palmeiras?
A total falta de senso, ao ignorar a interminável lista de erros(?) a favor do virtual vice-campeão, prova mais uma vez que os limites do estado de São Paulo em relação ao resto do país, não estão exatamente nas divisas com Rio, Paraná, Minas e etc.
Estão nas mentes esquizofrenicamente limitadas e provincianas de seus habitantes.


"E depois quem tem vida fácil é p*&%$#@uta!" ou "Como é fácil ser jornalista esportivo"
* O que falar da lista dos melhores do campeonato divulgada na última sexta, baseada em sua maioria em votos de jornalistas esportivos?
É pra rir ou pra chorar?
O que fizeram Alex Silva e Miranda pra merecer estar entre os melhores zagueiros? 
Seu time foi campeão?
Ah já sei, compuseram a defesa menos vazada do campeonato novamente? (A defesa do São Paulo é a 14ª menos vazada entre os vinte times)
E Chicão, brilhou fazendo o quê?
É um dos artilheiros de sua equipe conforme foi anos atrás no Figueirense?
Não.
É um dos recordistas de roubadas de bola(PRINCIPAL FUNÇÃO DE UM JOGADOR DE MARCAÇÃO!) como Dedé e Manuel?
Não.
E Kléber do Inter?
Há anos vive de seus bons cruzamentos de suas temporadas no Corínthians e Santos.
Quantos gols recentes do Internacional, você meu amigo leitor, se recorda de ter sido auxiliado pelo lateral colorado?
É impressionante como o futebol é o único setor profissional no mundo, em que pessoas envolvidas nele, não precisam entender de... futebol!
Técnicos, presidentes de clube (de futebol!), gerentes de futebol, e o que mais assusta:  
Jornalistas esportivos!
É por essas e outras que você está acostumado a ler aqui nesse humilde espaço, que relembro frase de meu antigo chefe Felipe Cardoso, hoje comentarista da Rádio Globo: Futebol, é uma bênção!

 Bom é o Xandão...
* Voltando à alienação doentia dos jornalistas paulistas, Carlos Eduardo Lino apresentava o Arena na última sexta.
Ele, que é catarinense, mas vive em São Paulo soltou um "Oh, que surpresa" quando leu que Dedé era o indicado para melhor zagueiro e também para "Craque da galera".
O desconhecido Dedé, seu Lino, é o zagueiro com a melhor média de pontos do campeonato.
É também, o maior ladrão de bolas entre todos, eu disse, todos os zagueiros do campeonato brasileiro, Seu Lino.
Então se você Seu Lino, ou outro jornalista paulista como sempre muito bem informado do que acontece em todo o Brasil, me disser que outra característica é mais importante que esta numa posição cuja função primordial é defender, eu fecho este Blog, ok?
São jornalistas como esse, amiguinho que me lê, que colocaram Armero como um dos melhores laterais esquerdos do campeonato do ano passado.
Que elegeram Diego Souza como craque de uma competição em que ele, e seu clube, simplesmente não existiram nas últimas quinze rodadas.
Como diria Marisa Monte, "não é fácil..." Ô se não é...


Pra riba de moi?
* Mas falemos, ou teclemos, sobre otras cositas.
Não sei a quem Joel Santana e os dirigentes alvinegros tentaram enganar ao justificar os vários "perdões" ao tresloucado atacante Jóbson durante todo o campeonato, como chances do atleta engrenar em sua carreira.
É óbvio, claro e evidente que tais "chances" só foram dadas porque o jogador é de longe, o mais talentoso do time. 
Principalmente após a contusão de Maicosuel, com quem dividia a responsabilidade de decidir os jogos a favor da equipe, Jóbson se tornou absolutamente indispensável ao time.
Bastou o nível de seu futebol cair nas últimas rodadas, para o arsenal de "chances" a serem dadas, também acabar.


"Iniesta" segunda, Ele, que tem a "Xavi" da genialidade: Lionel Messi!!! 
* Pra terminar, não é feriado nesta segunda-feira, mas o fim de semana esportivo termina apenas amanhã às 20:00.
Barcelona e Real Madrid fazem o clássico mais bonito e agradável de se ver no mundo hoje.
Por ter Messi, melhor jogador disparado do planeta, pelas duas equipes serem recheadas de bons jogadores, e fundamentalmente, por produzirem um jogo de futebol, e não aquele frescobol freneticamente repetitivo que são os clássicos ingleses disputados naquelas apertadíssimas quadras de soçaite.
Quem vai ganhar?
Nem me interessa.
Só de poder ver mais uma vez Messi mostrando aos pouco exigentes fãs de Xavi e Iniesta o que é ser um craque, eu já fico feliz.


Ah, e parabéns Fluzão!

5 comentários:

Rafaela Andrade disse...

Oi, Rodrigo. Já era para ter voltado aqui, para completar o comentário do outro dia,

acho que o país inteiro olha para o Rio de Janeiro e pensa em como foi ficar assim, estouram milhares de opiniões diferentes, umas realistas demais ou utópicas demais, mas na verdade ninguém sabe o que é estar no lugar do carioca neste momento.

Eu repassei dois textos no meu outro blog se quiser ver http:\\apenasumponto.blogspot.com

Aqui no Guarujá assassinaram um vereador que falava a verdade, é o terceiro.

Bom, voltando ao futebol, hoje o jogo que eu mais gostei foi o do Avai e os gols do Caio, o Havai fica com brio e vai fazer clássico catarinense ano que vem com o Figueira que vem por aí.

Boa semana e um abraço!

ALDO disse...

Fluminense Campeão!
Pode ser. Mais a paixão! me induz a crer no sub-natural de almeida.
Sou Cruzeirense!

A respeito de fazerem o Campeonato, para homenagear a Virgem das Américas (Curintia) O tiro pode sair pela culatra, assim espero.

SP & E.U.A, dois tumores cancerígenos. Ambos dão nôjo.

Pior que elegerem Miranda e Pirulito, foi colocar o TÔRO SENTADO (Jonathan) do cruzeiro concorrendo a um prêmio.
Deveria receber uma injeção letal como prêmio.

Anormal, seria terem visto o Dedé jogar. Esses ignóbeis, estão voltados para cirurgias, onde o Apito faz a vez do Bisturí.

Não se deve cobrar nada da Imprensa Paulista.
Quem tem Neto-Dr: Osmar-Chico Lang-Garrafa e c.i.a, siquer deve ser classificada como imprensa falada. (Um Bando de OLIGOFRÊNICOS)

Por fim: Parabenizar esse espaço!
A verdade aquí, fala alto.

Felipe Simonetti disse...

Correção, bi-campeão. O Fluminense conquistou a taça Roberto Gomes Pedrosa em 1970 e o Brasileirão em 1984. O Fluminense o tem o título do Robertão e não do Brasileirão. O Fluminense não foi carregado nas costas por árbitros, bandeirinhas e Ricardo Teixeira, mas sim por São Paulo e Palmeiras. Não considero uma vitória limpa, não gosto de ver um fim de campeonato assim... feio. Como um time com Deco jogando nada, Washignton a não sei quantas rodadas sem marcar e Fred errando milhares de gols consegue ser campeão? Parabéns Fluminense! Pelo bi-campeonato, mas acho que n foi algo bonito de se ver. Em minha opinião a taça tem que ser levantada por mérito, pois afinal o campeão tem que ser o melhor clube e não o mais beneficiado.

Samira Calais disse...

Bom, será?

Como dizem por aí, 'o futebol é uma caixinha de surpresas'.
Por mais que o Corinthians seja beneficiado (como todo time paulista), para mim jogou melhor, com mais garra, com mais vontade.

Esse 'corretismo' do Fluminense não me agrada em nada, ainda mais tendo enfrentado SP e Palmeiras no fim.

Veremos, semana que vem todas as perguntas serão respondidas hehe...

Ah, e la no meu blog tem post novo. O que deu errado para o Flamengo nessa temporada?

oquedeuerradofc.blogspot.com

Anônimo disse...

Corinthians jogou contra os mesmos times. O Fluminense liderou durante todo o campeonato. Não existe armação. Aceite a superioridade tricolor.

BlogBlogs.Com.Br